#prontofalei com Monique Martins

A primeira entrevistada dessa nova temporada do #prontofalei é a leonina Monique Martins, de 19 anos – primeira body piercing mulher de Birigui. Conheça um pouco mais sobre o estilo e personalidade dela.

mo4

Pra você, o que é ter estilo? Estilo é ser o que você é. Vai muito além da aparência. Não é só o que  você veste. É identidade. Ele vem de dentro para fora, reflete a sua história, a sua personalidade, a maneira como você vive, as escolhas que faz, as suas atitudes, o seu gosto. Tem a ver com autenticidade, com vestir aquilo que faz você se sentir bem, bonita, confortável, segura  e em sintonia com a pessoa que você é. Está em cada pequeno detalhe da sua vida: na roupa que você veste (e em como você a veste), na maneira como se comporta. Ter estilo é ser fiel a si mesma. Você tem características únicas, detalhes que são só seus. Qual é o seu? Desde criança sempre fui muito feminina; amava acessórios, roupas, sapatos. Mas nada na vida é estático. Tudo muda, inclusive nós mesmas! Eu venho experimentando depois de aderir o meu lado riponga. Gosto de usar minhas saias/vestidos longos,  uma blusinha básica e um chinelão no pé. E quer saber? Isso é  muito bom! Mudar um pouco, apresentar uma nova faceta, permitir-se algo diferente do que estava acostumada! Reinventar-se, nem que seja só um pouquinho!

O que não pode faltar no seu guarda-roupa? Saias longas, são minhas preferidas. Hoje a maioria das minhas roupas são de brechó, encontro muita coisa que me agrada por um valor mínimo.

Qual foi a maior loucura “fashion” que você já fez (cabelo, roupa, tattoo)? A maior loucura que fiz foi ter cortado meu cabelo curtinho e tingido de preto. Já se passou um ano e eu ainda to tentando deixar ele loirinho como antes. Até por que uma vez loira, sempre loira.

mo

Quantas tatuagens você tem? Por enquanto, 16 tattoo. (tive que contar de novo, por que até esqueço algumas que tenho). Quando fez a primeira? Fiz com 15 anos, queria muito fazer e convenci minha mãe a deixar, porque era meu aniversário. Tatuei um infinito (que hoje em dia é clichê) e fica escondidinha no meio das minhas pulseiras. Foi aí que tudo começou, eu peguei amor por essa arte. Se arrepende de alguma? Não me arrependo de nenhuma. Hoje, eu escolho a dedo e faço o que realmente representa algo na minha vida.

tatto

tatto1

tattooo

Qual o significado de se tatuar? Pra mim, nada mais é do que ARTE NO CORPO, uma forma de expressão e de liberdade. Levo comigo isso, e amo fazer arte. As pessoas têm muito que dizer sobre si e encontrar no corpo uma forma de exteriorizar essa mensagem para o mundo.

tattoooo

Como você se vê? Encontrar o seu estilo, não é uma tarefa fácil, é uma tarefa de auto conhecimento, é prestar atenção ao que nos favorece. É inegável dizer que o que vestimos expressa muito do que somos, da nossa personalidade.

mo3

Pra você qual o estilo de vida perfeito? É aquele que te faz acordar todos os dias e se sentir viva, bem consigo mesma! Cada um sabe o prazer que precisa. Não tem uma regra, vida perfeita é ser feliz.

mo5

Homossexualidade, o que você acha sobre o assunto? Ser ou não ser? Ser gay, lésbica ou bissexual é uma maneira normal e saudável de viver. É uma parte a mais do que você é – como ser alto ou baixo, branco ou negro, baiano, carioca ou paulistano. Descobrir quem você é leva tempo. Não há porque ter pressa: tudo bem se você demorar para descobrir qual o caminho que lhe trará maior felicidade. Qualquer forma de amor é válida: viva a diversidade sexual! 

mo2

“A gente é julgado, sempre. Julgado sobre as nossas escolhas e também sobre a roupa que vestimos. E esse julgamento não deve necessariamente nos incomodar, afinal ser você e viver a sua vida é o importante. Mas se o julgamento que volta pra gente coincide com o que fazemos das outras pessoas, é porque tá tudo errado. Exemplo clássico: menina que vive chamando a outra de “piriguete” (e outras coisas piores) porque veste roupa justa e curta, mas na hora de escolher a própria roupa é curta e justa também. Dois pesos e duas medidas? Cara de pau, eu diria. Tenha opinião e estilos próprios. Se aceite. Aceite o que você pensa e viva com isso. Vista só e somente o que te faz sentir bem com as suas opiniões e não as opiniões alheias. Entende de uma vez por todas que a única pessoa que você tem que agradar é você mesma. E, por favor, evite julgar. O mundo julga muito e vamos ser sempre julgados. Mas quanto menos as pessoas se julgarem, menos “incoerências” e vontade de agradar os outros irão existir. E isso seria quase o paraíso.” 

Anúncios

2 comentários sobre “#prontofalei com Monique Martins

  1. Conheci a Monique na infância. E como ela mesma disse era muito feminina e adorava se arrumar por horas. Depois que mudou se acompanho sua vida através das redes sociais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s